A maior das tragédias gregas

A Grécia está falida. Nos noticiários vemos a situação horrível de um país que já foi o berço da Filosofia, e hoje é um berço de dívidas. Vamos entender como tudo começou. Primeiramente, existe um princípio na Economia que diz que o governo pode melhorar os resultados do mercado. Mas neste caso o governo do primeiro ministro Kostas Karamanlis, da Nova Democracia, fez uma besteira com selo Collor de qualidade.

A grave crise grega pode tirá-la da União Europeia.

A razão de toda esta dívida foi a falta de controle do governo grego com o orçamento nacional. Karamanlis gastou mais do que seu orçamento comportava, deixando um rombo de mais de € 300 bilhões. Na eleição seguinte, o premiê perdeu o seu cargo e o problema caiu nas mãos de Giorgio Papandreu, do Partido Socialista (Pasok).

Então, depois de tudo isso, o que o Governo grego está fazendo? O possível. O atual governo fez o maior corte de despesas que um país da União Europeia já fez, diminuindo a receita para a saúde, educação e infraestrutura, com congelamento de salário dos servidores que ainda não foram demitidos, privatização de várias repartições do Governo, aumento dos impostos, do preço da gasolina e da idade para a aposentadoria. Mas toda mudança gera um desconforto. E não foi pouco. Centenas de protestos ocorrem nas cidades gregas, além de mais de 20 greves gerais, paralisando ainda mais o país.

O FMI auxiliou o país, colocando à disposição um total de € 110 bilhões, mas a condição é que primeiro ele reduza os seus gastos. Mas esta ajuda não surtiu muito efeito, e o Governo ainda precisa de mais € 60 bilhões. E se a Grécia declarar a moratória da dívida? Para o bem da Economia europeia, isto não pode acontecer. Temos que lembrar que toda a Europa está passando por uma enorme crise financeira, e vários outros países estão na mesma situação, mas melhores que os gregos. Portugal, Irlanda, Espanha, Inglaterra e Itália também têm altíssimas dívidas externas. Com a moratória grega, tais países seriam influenciados por esta decisão, fazendo o mesmo. E se isso acontecer, a crise vai se tornar ainda pior.

Portanto, neste caso tão difícil, só medidas corretas tomadas no momento certo farão com que a Grécia volte a ser um país com um bom padrão de vida. Mas tenham certeza que essa crise financeira ainda vai durar por muito tempo, 10 anos quem sabe.

Por Caíque Melo

Anúncios

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s